sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Brasileiróides

O que és fruto desta terra?
O que és plantio nacional?
A cegueira que se esmera
numa tenacidade banal.

Sentiste a nação?
Assentaste o peso no globo?
Sabeis o que é valoroso
quando se imola o pavilhão.

O que emerge do seio pátrio
não deslumbra o raio colossal.
Sois filho ingrato
pestilento e imoral.

Agitai o orgulho isolado
suportai o zelo indolente.
Se não és bastardo dominado
decerto não viste a corrente.

2 comentários:

Tesis disse...

"O que emerge do seio pátrio
não deslumbra o raio colossal.
Sois filho ingrato
pestilento e imoral"

Isso sim é um belo tapa na cara ;)
muito bom

Mme.Jetable disse...

Blog em coma hein!